principal
   artigos
   technik
   encontros
   eventos
   propagandas
   loja virtual
   fórum
   contato
   equipe
   parcerias



 

 


vai para a página inicial da volkspage
 
 

VW Amarok

Texto: Press-Release VWB
Imagens: Divulgação VWB

Data: 05 de Junho de 2011

 

Com a apresentação à imprensa internacional da nova Amarok, na Argentina, a Volkswagen dá início à fase de lançamento comercial da pick-up mais moderna do mercado mundial. O motor TDI biturbo de última geração com sistema de injeção direta de combustível, estabelece novos padrões no que se refere ao consumo. Na segurança, bem como o conforto, a nova pick-up apresenta níveis até agora só encontrados em automóveis de passageiros, ao mesmo tempo, sendo extremamente robusta.


Muitas das tecnologias utilizadas na Amarok são absolutamente novas no segmento das pick-ups médias como, por exemplo, a tecnologia biturbo. Também no que diz respeito ao espaço da cabine, a largura e altura da caçamba, além da facilidade e capacidade de carga, oferecendo o que há de melhor em seu segmento.

O modelo está sendo lançado inicialmente na versão de cabine dupla (DoubleCab) com quatro portas, que oferece amplo espaço para cinco ocupantes adultos. A versão com cabine simples (SingleCab), com a caçamba mais longa, será disponível posteriormente.


O conceito e estilo da Amarok são nitidamente marcados pelo novo DNA de design da Volkswagen, refletido, sobretudo, no destaque das linhas horizontais, clara definição das superfícies da carroceria e na alta precisão na montagem reforçam o aspecto de robustez típico das pick-ups.

Uma curiosidade é que a Amarok não é a primeira pick-up média comercializada pela VW, pois de 1989 a 1996 foi disponível na Europa a VW Taro. Essa picape era basicamente uma Hilux, pois nos anos 1980, a VW havia realizado um acordo com a Toyota, para a produção da Hilux 4x2 em Hannover, enquanto a Taro 4x4 lançada em 1994 foi produzida na planta da Toyota em Tahara no Japão.

Portanto a Amarok, apesar de não ser a primeira picape média vendida pela VW, é sim a primeira picape média desenvolvida pela empresa, pois Taro tinha origem Toyota.

VW Taro - Tipo 7A
 

 

Motor TDI de última geração

A Amarok vem equipada com um motor de alta tecnologia: o TDI de 2,0 litros, 4 cilindros e 16 válvulas, com 163 cv, dotado de sistema de injeção direta common-rail e sobrealimentado por dois turbocompressores, com torque máximo de 40,7 kgfm a apenas 1.500 rpm. Toda esta força não compromete o consumo médio, de 13,1 km/l (em 4x2).

Esta motorização traz o conceito de “downsizing” com motores de baixa cilindrada mas com alta potência e torque. Com autonomia próxima de 1000 quilômetros, graças ao consumo médio reduzido, o abastecimento é realizado com menor frequência que o usual. A unidade turbodiesel com injeção direta cumpre as normas mais severas de emissões e são conjugadas, de série, a uma transmissão manual ZF de seis velocidades.

 

Dinâmica e segurança em qualquer terreno

A Amarok é oferecida com tração 4x4 não permanente (4Motion) que proporciona um excelente desempenho em qualquer condição de piso, principalmente fora de estrada e é identificada pelo algarismo “4” em vermelho na designação do modelo. Esta versão utiliza acoplamento por engrenagens, sistema amplamente adotado no segmento das pick-ups. Acionando um botão, o torque é repartido igualmente entre os dois eixos.

Para enfrentar situações mais difíceis, a caixa de câmbio dispõe de um sistema de redução para todo o terreno que permite transpor os trechos mais exigentes, até mesmo subidas íngremes, com ângulo de 45º (100% de inclinação), com o veículo totalmente carregado. Ao mesmo tempo, a suspensão Heavy Duty, com três camadas de molas principais e duas secundárias, garante proteção elevada contra sobrecarga e conforto uniforme em todas as condições.

O sistema de tração dispõe ainda, de bloqueio eletrônico do diferencial por travamento automático, que aumenta a tração em todo o tipo de piso. Além disto, é oferecido um sistema de bloqueio de diferencial mecânico para o eixo traseiro, que permite uma utilização ainda mais eficiente.

 

Equipamento

A Amarok Highline conta com retrovisores parcialmente cromados, ar condicionado automático (Climatronic), sistema de som sofisticado e o revestimento dos bancos em couro.


Além do generoso equipamento de série, a Amarok oferece uma extensa lista de acessórios, como estribos laterais, santo antonio, protetor e cobertura da caçamba (capota marítima) e rodas de liga leve de 19 polegadas.

 

A maior cabine e a caçamba mais larga da categoria

O habitáculo da Amarok é o maior em seu segmento e, como ocorre em todos os produtos da Volkswagen, conta com uma ergonomia aperfeiçoada.

Acesso fácil, medidas internas generosas e muito espaço na região da cabeça caracterizam o “posto de trabalho” do condutor, além disso, o espaço para os joelhos no banco traseiro permite à Amarok transportar cinco ocupantes com conforto. Com apenas duas pessoas a bordo, é possível rebater o banco traseiro para aumentar a área de carga no interior.

 

A caçamba da Amarok cabine dupla (DoubleCab) apresenta as maiores dimensões da sua categoria: 1.555 mm de comprimento e 1.620 mm de largura, resultando numa ampla superfície de carga com 2,52 m2. Mas isto não é tudo: a largura de 1.222 mm entre as caixas das rodas é a maior oferecida por um veículo desta categoria e permite transportar, pela primeira vez numa pick-up média, paletes Euro (1,2 x 0,8 m) na transversal, aproveitando melhor o espaço de carga.

 

Graças a estas medidas de referência, à altura de carga de 779 mm e à capacidade para levar até 1.047 kg, é fácil transportar equipamentos de lazer, como um quadriciclo motorizado, ou material de trabalho. Quatro pontos de fixação nas extremidades da caçamba permitem fixar a carga com segurança. Em caso de utilização de reboque, é possível acoplar uma carga máxima de 2,8 t.


 

Novos padrões de segurança no segmento das pick-ups

A pick-up da Volkswagen distingue-se pelo elevado conceito de segurança, que define novos padrões na sua classe. Ela conta com airbags do motorista e do passageiro dianteiro e cintos com pré-tensores nos bancos dianteiros. Vários dispositivos garantem uma elevada segurança ativa. O programa eletrônico de estabilidade (ESP), opcional, é uma das novidades. Como parte integrante da função ESP, o modelo, quando equipado de gancho de reboque, conta também com um sistema de estabilização do conjunto. Outro exemplo é a possibilidade do acionamento da função “off road”, ao toque de um botão, até uma velocidade de 100 km/h.

O ESP, os bloqueios eletrônicos dos diferenciais (EDS), o controle de tração (ASR) e o sistema de frenagem antibloqueio (ABS) são adaptados a condições off road, o que faz com que o ABS reduza significativamente a distância de frenagem mesmo na terra e em pisos de cascalho.

Abaixo de 30 km/h, com a função “off road” ativada, entra em ação o assistente de frenagem em descidas, que mantém a velocidade constante em declives. O sistema permite, pela primeira vez nesta classe, que o motorista ajuste a velocidade, acionando o pedal do acelerador ou do freio, com o assistente de frenagem em descidas ativado. Nos veículos sem ESP, a função “off road” abrange de série o ASR e o ABS para off road.

 

Posicionamento

- A Amarok amplia a posição mundial da marca Volkswagen
- Amarok deve conquistar uma expressiva participação no mercado, sobretudo na América do Sul
- Pick-up econômica da Volkswagen tem condições de conquistar popularidade na Europa

Com o lançamento da Amarok, a Volkswagen passa a percorrer novos caminhos. A nova pick-up é o quinto modelo da marca na área dos veículos comerciais leves, em que já conta com o Transporter T5, Caddy, Crafter e a Saveiro, e se enquadra no segmento das pick-ups médias.

A classificação como parte do “segmento médio”, adotada no continente americano, refere-se aos veículos com comprimento superior a 5 metros e capacidade de carga de um tonelada. Em todo o mundo, são vendidos anualmente cerca de 2 milhões desses veículos. Com a Amarok, a Volkswagen deverá incrementar sua participação no mercado.

 

Amarok, o nome da nova pick-up Volkswagen que será utilizado internacionalmente, provém da língua dos inuit, povo nativo do norte do Canadá e da Groelândia, e significa lobo.

Especialmente na América do Norte e na América do Sul, mas também no mercado australiano, africano e asiático as pick-ups gozam de extrema popularidade, graças à sua versatilidade como veículo utilitário e de lazer.

 

A Amarok define novos padrões perante seus concorrentes. Nunca antes houve um modelo tão econômico, limpo, confortável e seguro. Também no que diz respeito às suas vantagens práticas, a Amarok trilha novos caminhos. Possui a caçamba mais larga e mais fácil de carregar do seu segmento, ao mesmo tempo em que oferece excelente capacidade de carga. Esta versatilidade, aliada a uma tecnologia mecânica avançada, será importante para possibilitar a ascensão desta categoria de veículos também na Europa.

 

Design e dimensões da carroceria

- A Amarok – design imponente e elevada funcionalidade
- A Amarok chega com cabine dupla (DoubleCab) para cinco adultos e o conforto de um automóvel
- Nova referência para o segmento: a caçamba se destaca pelo tamanho e resistência

Em seu lançamento internacional, a Amarok está sendo oferecida na versão cabine dupla (DoubleCab). A versão com cabine simples (SingleCab), será lançada posteriormente. Do ponto de vista conceitual e estilístico, com um comprimento de 5,32 m, a Amarok representa uma pick-up por excelência. Aspecto confiante, sem exageros de estilo e, graças à pureza de linhas, um veículo com elegância própria, a nova pick-up teve o projeto baseado integralmente na nova linguagem de design da Volkswagen, que caracteriza o Golf europeu e as mais recentes gerações da T5 e Fox.

A Amarok tem um comprimento de 5.321 mm, incluindo os parachoques, a largura é de 1.954 mm e a altura, de 1.834 mm.

 

Habitáculo e caçamba

- Interior de utilitário esportivo de luxo e a maior caçamba da categoria
- Cabine dupla (DoubleCab) oferece elevado conforto para cinco passageiros
- Caçamba permite transportar um palete na transversal

Materiais agradáveis ao toque, de elevada resistência, o conforto típico de um Volkswagen e a interação intuitiva entre o usuário e o veículo caracterizam o interior da Amarok. Com o maior habitáculo da sua classe, a cabine dupla oferece tanto ao usuário profissional como ao consumidor individual um ambiente agradável aliado à boa visibilidade, facilitando as manobras desta pick-up não só em terreno difícil, mas também na cidade.

 

O conforto começa pelo acesso à cabine, que se processa de forma extremamente fácil. As quatro portas têm abertura ampla e os usuários contam com alças nas colunas A e B. Apesar do porte do veículo, a altura dos bancos dianteiros é de apenas 84 cm em relação ao solo. O interior também define novos padrões quanto ao espaço para a cabeça e as pernas, privilegiado pela ampla distância entre eixos, de 3.095 mm.

Os bancos dianteiros reguláveis em altura são de qualidade superior e destacam-se pelos apoios laterais esportivos e pelo excelente conforto e ergonomia, com a maior amplitude de regulagem longitudinal de todo o segmento. Uma vantagem que será muito apreciada por condutores com estatura acima da média, que poderão encontrar com facilidade uma posição de assento confortável e segura, atrás do volante de três raios. Os apoios de cabeça dos bancos dianteiros evitam o chamado efeito chicote em caso de colisão.

O banco traseiro acomoda três adultos com todo o conforto. Também aqui a Amarok mostra suas vantagens, oferecendo amplo espaço para as pernas, a cabeça e os cotovelos. O túnel compacto da caixa de velocidades garante espaço suficiente para as pernas do passageiro que ocupa o lugar ao centro do banco traseiro. Para aumentar o espaço para bagagem no interior da cabine, é possível rebater totalmente o assento ou reclinar apenas o encosto.

Os comandos do sistema de tração 4Motion e da transmissão foram colocados em torno da alavanca de câmbio, onde podem ser alcançados e operados fácil e intuitivamente.

 

Sistema de climatização potente, sonorização e porta-objetos práticos

Na parte superior do console central, dentro do campo visual direto do condutor, encontra-se o sistema de áudio. Um exclusivo radio RCD 510 que oferece alta qualidade de som com 6 alto falantes, MP3 e SD card, CD changer para seis Cds e tela sensivel ao toque (Touch Screen).

Logo abaixo situa-se o comando do aquecimento e ar condicionado Climatronic com “dual zone” que permite o ajuste de temperaturas diferentes para motorista e passageiro, além da função “rest” que mantem a ventilação acionada por até 20 minutos após o veiculo ter sido desligado. A distribuição do ar é indicada também no visor das unidades de infotainment do radio.

O fluxo de ar pode ser regulado com precisão nos quatro difusores de grandes dimensões situados no painel. Os difusores circulares contam com aplicações cromadas, assim como a base da manopla de câmbio.

Vários porta-objetos no interior da Amarok auxiliam sua utilização no dia-a-dia. Uma concepção inteligente permite manter o habitáculo sempre organizado. Nos compartimentos das portas dianteiras, por exemplo, cabem garrafas de 1,5 l e, nas traseiras, de até 1,0 l. No console central encontram-se dois porta-copos. Há ainda um compartimento com cobertura acolchoada, localizado entre os bancos dianteiros, que também serve de apoio para os braços.

Embaixo do banco do motorista encontra-se uma gaveta. Tomadas de 12 V para dispositivos elétricos adicionais estão disponíveis no painel e atrás da alavanca de mudanças, num compartimento facilmente acessível. Outra novidade: o ponto de multifixação , que pode receber, um sistema mãos-livres, suporte circular para o porta-copos, cinzeiro ou outros acessórios.

 

Máxima superfície de carga e carga útil

Uma das características principais de uma pick-up é, naturalmente, a sua caçamba. A Amarok com cabine dupla possui espaço para carga superior ao dos concorrentes em todos os aspectos, definindo novos padrões no segmento médio, tanto no que se refere ao tamanho do compartimento de carga como à facilidade de carregamento e à capacidade máxima de transporte.

Dimensões: comparada aos concorrentes, o comprimento da caçamba de 1.555 mm apresentada pela Amarok, de quatro portas, é a melhor do segmento, assim como a largura da caçamba (1.620 mm). A superfície de carga, de 2,52 m2, excede em quase 25% a de alguns concorrentes. Com 508 mm nas paredes laterais, a Amarok também oferece dimensões inéditas. Esta característica é fruto também da altura reduzida do bordo de acesso à caçamba (779 mm), beneficiada pelas particularidades construtivas do veículo utilitário: as molas de lâmina do eixo traseiro são montadas ao lado, e não por baixo do chassi tipo escada, como ocorre em outras pick-ups deste segmento. O resultado é uma menor altura de construção, com maior facilidade de acesso à superfície de carga.

Facilidade de utilização: A Amarok é a primeira e, até o momento, a única pick-up da sua classe a conseguir transportar na caçamba um palete Euro (1200 x 800 mm) na transversal. Esta vantagem se deve à ampla distância de 1.222 mm entre as caixas das rodas. Quatro práticos dispositivos de amarração facilitam a fixação correta da carga, quer se trate de um cortador de grama, um quadriciclo, móveis, ou caixas de grandes dimensões. Na caçamba existe também uma tomada elétrica de 12 V.

 

Suspensão alia conforto e capacidade de carga

A suspensão da Amarok é oferecida numa versão de alta resistência (Heavy Duty), e utiliza uma mola trapezoidal 3+2 convencional. Sua vantagem é uma curva “força/curso” progressiva, garantindo elevado conforto de condução independentemente de o veículo se deslocar com ou sem carga. Além disso, o sistema oferece alta segurança contra sobrecarga e maior margem de segurança para deslocamento em pisos acidentados. Nesta versão, o peso total admissível sobe para 3.100 kg e o peso máximo sobre o eixo traseiro, para 1.860 kg. A pick-up possui um potencial de carga de 1.047 kg.

 

Motor e transmissão

- Nova pick-up da Volkswagen traz sustentabilidade ao segmento
- Inovação: novo motor TDI biturbo

Com a Amarok, a Volkswagen acaba de introduzir a mais avançada tecnologia de motores e de transmissão no importante segmento das pick-ups médias. O moderno propulsor de quatro cilindros com injeção direta segue a estratégia de downsizing e prima pela agilidade, elevada resistência e uniformidade de potência em quaisquer rotações. Ao mesmo tempo, proporciona um grau de sustentabilidade inédito entre pick-ups de médio porte, que se reflete no baixo consumo e emissões.

A Amarok chega ao mercado com um motor TDI de última geração com sistema de injeção common-rail. O motor 2.0 litros de quatro cilindros e 16 válvulas, gera 163 cv e, graças à sobrealimentação por dois turbocompressores, impressionantes 40,7 kgfm de torque a apenas 1.500 rpm.

A Amarok apresenta bom potencial para o uso off road satisfazendo tanto as necessidades do usuário individual como as resultantes de uma utilização profissional intensiva. A pick-up oferece a tração 4Motion: 4x2 e 4x4 selecionavel com sistema de acionamento do eixo dianteiro através de engrenagens, incluindo redução para maior força.

 

Motor TDI com dupla sobrealimentação

Motor TDI com 163 cv: O inovador TDI biturbo coloca a nova Amarok numa posição verdadeiramente excepcional entre as pick-ups de tamanho médio. Com esta tecnologia de motores, econômica e ao mesmo tempo ecológica, a Volkswagen introduz a estratégia de downsizing também ao mercado das pick-ups. Graças à dupla sobrealimentação, ao sistema de injeção common-rail de última geração e ao processo de combustão especial, este quatro cilindros, com 16 válvulas e 2,0 litros se enquadra nos limites de emissões em vigor, ao mesmo tempo em que consegue registrar níveis de conforto acústico e suavidade de funcionamento semelhantes aos dos veículos leves.

Simultaneamente, a motorização diesel da Amarok é bastante ágil, oferecendo alto torque e satisfazendo o desejo dos clientes de obter potência a baixas rotações, com um consumo surpreendentemente baixo. Traduzindo em números: os 40,7 Kgfm estão disponíveis a apenas 1.500 rpm e, mesmo a 3.000 rpm, o torque se mantém em 35,7 Kgfm. A força necessária fica assim garantida em todas as situações. A última das seis velocidades da caixa manual de série é longa e destina-se a reduzir o nível de rotações e o consumo em alta velocidade, contribuindo assim para a redução dos ruídos e emissões.

Com velocidade máxima de 181 km/h (em 4x2) e aceleração até 100 km/h em 11,1 segundos, , a Amarok conta, sem dúvida, com uma motorização muito competente.

Simultaneamente, os números referentes ao consumo definem novos padrões nesta classe. No caso da Amarok com tração 4x2, o consumo médio é de 13,1 km/l, ou 7.6 litros/100km segundo o padrão Europeu.

 

Tração 4x4 com bloqueio do diferencial

A Amarok cabine dupla (DoubleCab) é equipada com tração 4Motion não permanente e com bloqueio eletrônico do diferencial (EDS), que por meio de frenagens automáticas, evita o escorregamento isolado das rodas. Graças ao EDS, a força do motor chega sempre à roda com a melhor tração. A Volkswagen oferece também sistema de bloqueio mecânico do diferencial traseiro, voltado a uma utilização fora de estrada mais intensiva.

 

Com tração integral não permanente, identificada pelo “4” vermelho no logótipo 4Motion, é um veículo destinado ao uso nas condições fora de estrada mais severas. Esta solução, com caixa de transferência e acoplamento por engrenagens, amplamente adotada no segmento das pick-ups, assegura a repartição do torque entre os dois eixos mediante o acionamento de um botão. Um jogo de engrenagens redutoras todo-o-terreno adicionais para a caixa manual de 6 velocidades permite incursões por terreno difícil e é particularmente útil em trechos exigentes ou para enfrentar subidas íngremes. Sua capacidade de escalada é extraordinaria e mesmo subidas com 100% de inclinação (correspondente a um angulo de 45º ), são faceis de tranpor mesmo com carga máxima.

 

Tração 4Motion: excelente desempenho off road

A Volkswagen Amarok faz boa figura em qualquer avenida e pode fazer também excursões em terreno difícil, pois conta com o sistema de tração 4Motion não permanente e bloqueio opcional do diferencial do eixo traseiro.

 

Em pisos irregulares, com um ângulo de ataque de 30º à frente e um ângulo de saída 22,º , a Amarok passa por elevações íngremes ou valas profundas, transpostas sem dificuldades graças ao ângulo ventral de 23º. Também consegue atravessar cursos de água com meio metro de profundidade.

 

Os sistemas de segurança eletrônicos auxiliam o condutor também fora de estrada: o sistema ABS para off road, que é ativado através de uma tecla ao lado da alavanca do câmbio, reduz a distância de frenagem em piso solto. Juntamente com o ESP, um assistente de frenagem em descidas entra em ação a velocidades inferiores a 30 km/h, evitando a aceleração acidental do veículo em descidas extremas, através de frenagens controladas. Em situações inversas, um assistente de arranque em subidas evita que a Amarok recue quando o motorista tira o pé do freio para arrancar.

 

Chassis e suspensão

- Segurança ativa para o segmento das pick-ups
- On road e off road: tração ideal e segurança graças ao ESP

A Amarok é o quinto comercial leve produzido pela Volkswagen e a primeira pick-up média de um grande construtor europeu. Fruto de um projeto totalmente novo, este modelo tem como estrutura um robusto quadro tipo escada de construção própria, uma concepção estrutural típica deste segmento. Contudo, os aços de alta resistência utilizados na Amarok conferem ao chassi elevada proteção contra impactos, definindo novos padrões na sua classe.

O chassi tipo escada da Amarok prima pela exemplar rigidez de torção, graças às longarinas e às travessas com secção fechada. Estas últimas são encaixadas e soldadas às longarinas, oferecendo assim uma base ideal para resistir da melhor forma às forças de torção.

 

A rigidez excepcional da cabine dupla (DoubleCab) é acentuada pelas amplas dimensões das colunas A e C. Ao mesmo tempo, a independência entre a cabine e o chassi resulta numa absorção ideal das torções e num efeito positivo no comportamento dinâmico da Amarok, principalmente em pisos irregulares, garantindo elevada resistência, especialmente na zona atrás do habitáculo. A caçamba é aparafusada diretamente ao chassi.

 

Chassi alia conforto a elevada capacidade de carga

O chassi da Amarok alia o comportamento seguro em estrada com um potencial todo-o-terreno considerável. Esta versatilidade é fruto da combinação do chassi com um sistema de frenagem eletrônico com configuração especial.

No eixo dianteiro a suspensão utiliza braços transversais duplos, com apoios oscilantes fundidos. O curso da mola, de 190 mm, permite bom desempenho fora de estrada e, simultaneamente, uma elevada capacidade de carga, que pode atingir, sobre o eixo dianteiro até 1.385 kg.

A pick-up se adéqua às diferentes exigências dos clientes relativamente à capacidade de carga, Com a suspensão de alta resistência (Heavy Duty), a pick-up pode carregar até 1.047 kg, com peso total máximo de 3.100 kg e é composta por uma mola trapezoidal 3+2 especialmente robusta, com três lâminas de molas principais e duas secundárias – uma solução comprovada e muito utilizada no segmento das pick-ups. A vantagem desse sistema é oferecer, independentemente do peso da carga, elevado conforto e uma grande segurança contra sobrecarga, graças à característica curva “força/curso” progressiva.

 

Sistema de frenagem eletrônico otimiza segurança ativa

O sistema básico dos freios comandados eletronicamente inclui o bloqueio eletrônico dos diferenciais (EDS), que atua automaticamente em todas as rodas motrizes aumentando a tração, especialmente em traçados com pisos mistos. Deste modo, a potência do motor é sempre direcionada à roda com a melhor tração.

A Amarok dispõem de controle de tração (ASR) e de um sistema de controle do torque do motor em inércia. Com esses recursos, é enviado para o eixo traseiro apenas o torque que os pneus conseguem colocar na estrada, em função do estado do piso.

Além disso, o ESP ( opcional ) permite alcançar o máximo de estabilidade e tração para cada situação de uso. Um assistente de arranque em subidas facilita a partida em planos inclinados. Mantendo a pressão de frenagem e liberando os freios gradualmente, em função do torque de arranque, este sistema evita que o veículo recue.

Acionando o botão off road, o ASR e o ESP se adaptam às diferentes condições do terreno, ao mesmo tempo em que são ativados o ABS para off road e o assistente de frenagem em descidas. Dependendo da situação, o ABS reduz significativamente a distância de frenagem atuando a intervalos específicos e formando uma espécie de calço de frenagem com o material do piso. Por sua vez, o assistente de frenagem em descida auxilia o condutor em velocidades inferiores a 30 km/h em descidas íngremes. Se o veículo ganhar velocidade, o freio atua automaticamente em todas as rodas, mantendo a velocidade constante.

 

Utilização segura de reboque: ESP com estabilizador do conjunto

Muitos usuários de pick-ups valorizam especialmente seus veículos por sua capacidade de reboque. Neste aspecto, a Amarok também oferece excelente desempenho. A pick-up pode puxar reboques dotados de freios com até 2,8 toneladas com uma carga máxima de 120 kg sobre o engate (em inclinações com até 12%). São condições suficientes para puxar até reboques pesados, como os usados para transporte de cavalos. O peso total do conjunto pick-up-reboque pode atingir 5,5 toneladas.

Além disso, juntamente com o ESP é fornecido de série um sistema de estabilização do conjunto pick-up-reboque. Este importante sistema pode evitar acidentes graves, atuando numa fase muito precoce. O sistema de estabilização do conjunto consiste num software suplementar instalado no computador de comando do ESP, que obtém grande parte das suas informações de um sensor de velocidade angular.

Caso o reboque comece a serpentear, irá transmitir os seus impulsos ao veículo principal num padrão típico, com uma amplitude de cerca de 1 hertz, através da barra de conexão. Nesse caso, o aparelho de comando do ESP checa se há um reboque acoplado ao carro – a confirmação é dada pela tomada no engate. Os impulsos são monitorizados por um breve espaço de tempo – normalmente cerca de dois segundos – e, caso excedam um limite crítico predefinido, o sistema atua.

Tal como no controle convencional do ESP no limite da curva, o aparelho de comando corta a aceleração e inicia uma frenagem, que se processa de forma extremamente complexa. A desaceleração é provocada nas quatro rodas, mas de forma bastante contida no início. Se necessário, o sistema pode executar também frenagens de maior intensidade.

Para preservar a estabilidade, a frenagem é iniciada exatamente quando o reboque, ao oscilar, ultrapassa a posição zero “neutra”. As forças transversais transmitidas à pick-up são compensadas pela central de comando do ESP, que envia alternadamente impulsos de frenagem de intensidade diferente às rodas dianteiras.

O ESP – a tecnologia base para a estabilização do conjunto veículo-reboque – é um sistema extremamente útil. De acordo com os dados recolhidos pelo departamento de investigação de acidentes do grupo Volkswagen, o ESP evita entre 75 a 80% de todos os acidentes provocados pela oscilação do reboque.

 

Equipamento de série e opcional

Amarok Highline - A versão top de linha, combina elementos de design visualmente destacados, reunindo a robustez à elegância. O carro tem detalhes interiores e exteriores de elevada qualidade. O exclusivo equipamento consegue satisfazer os desejos dos clientes que procuram uma pick-up com muito estilo que ofereça todas as vantagens práticas de um Volkswagen.

 

Esta versão, destaca-se claramente das outras versões pelas rodas de liga leve de 18” com pneus 255/60. Apliques cromados no parachoques dianteiro e nos retrovisores externos, bem como vidros escurecidos “Privacy” no compartimento traseiro, juntamente com o parachoques traseiro cromado ressaltam a elegância do veículo.

 

O interior especialmente confortável, revela detalhes atraentes. O revestimento da alavanca de mudanças no console central, os aros dos difusores de ar circulares e o raio inferior do volante têm aplicações cromadas. Os bancos são revestidos em couro.

O rádio RCD 510, com visor touch screen de grandes dimensões e CD-Changer para 6 discos, é compatível com MP3 e SD Card, contando com seis altofalantes, montados de fábrica. A regulagem da temperatura ideal a bordo fica a cargo do ar condicionado Climatronic, fornecido de série.

 

Vasta gama de acessórios

A Volkswagen oferece para a Amarok uma ampla gama de acessórios. A relação inclui 3 modelos de estribos laterais, 3 modelos de santoantonio, protetor de caçamba, cobertura da caçamba (capota marítima) e outros detalhes que possibilitam ao usuário personalizar sua Amarok. Outro acessório interessante é o sistema de multifixação, que permite fixar, por exemplo, um sistema mãos-livres, suporte circular para copos, cinzeiro ou outros acessórios.

 

Cores

A Amarok está disponível em oito cores, entre elas cinco metálicas e uma pérolizada. A seleção começa pelas cores normais “Branco Cristal,” e “Verde Tropical ”. As cores metálicas são: “Prata Vegas”, “Prata Sargas”, “Cinza Iron”, “Azul Island”, “Marron Safari”. A opção perolizada é a “Preto Mystic”.

 

No Brasil a Amarok está disponível em 3 versões: Base 4x2 à partir de R$ 88.990, Trendline 4Motion R$ 102.990 e Highline 4Motion R$ 119.490.

 

 



© 1997-2018 - Todos os direitos reservados